Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Qua 1 Mar 2017 - 14:41


Muitas pessoas consideram que a ideia de que nosso planeta é esférico deve a Cristóvão Colombo, ao navegar para o oeste tentando alcançar a Índia por uma rota alternativa, e que, antes dele, todos achavam que a Terra era plana. Todos? É verdade que, naquela época, a maioria aceitava isso, pois ninguém ousava questionar a interpretação da Igreja Católica sobre as sagradas escrituras, já que ela era a instituição mais poderosa (quadro já então em mudança). Os navegantes não podiam ir muito longe para não caírem nas extremidades do planeta, e só ficavam navegando perto do litoral.
Ao contrário do que se tem dito, Colombo não queria provar que a Terra era redonda. As mentes mais brilhantes daquela época sabiam disto. Sua intenção era chegar à Índia pelo ocidente, argumentando que a superfície terrestre era curva. Mas o que ele acabou desvendando a seus contemporâneos foi a existência de um novo continente (que ele achara ser a Índia), em 1492. A primeira prova concreta acerca da curva da superfície do planeta deu-se com a expedição do navegador Fernão de Magalhães.
Mas, como Colombo e outros intelectuais de então conheciam os estudos sobre a curvatura terrestre? Além de observações próprias, eles também leram antigos textos gregos, principalmente do pioneiro desse assunto, Eratóstenes. Vivendo no século III a.c., ele chegou até a calcular a circunferência da Terra de um modo extremamente simples.
Eratóstenes era o bibliotecário-chefe da majestosa Biblioteca de Alexandria, no Egito. Ao ler um papiro da biblioteca, ele soube que no dia mais longo do ano (no Hemisfério Norte), em 21 de Junho, na fronteira de Syene, ao sul de Alexandria, a sombra de uma vareta encurtava-se com a aproximação do meio-dia, e que os raios solares iluminavam o fundo de um poço (o Sol estava a pino), só nesse dia.
Então, Eratóstenes indagou se, no mesmo momento, a sombra de uma vareta em Alexandria também encurtava-se. Se encurtasse, a Terra deveria ser plana, pois só assim os raios do Sol chegariam paralelos à superfície, devido à sua enorme distância. Mas o fato é que, em Alexandria, à mesma hora, a sombra da vareta não encurtava-se. Desta forma, o grego concluiu que a superfície da Terra deveria ser curva.
Através da geometria euclidiana, Eratóstenes constatou que a extremidade da sombra da vareta em Alexandria, ligada ao centro da Terra, vislumbrada por linhas imaginárias em relação à vareta de Syene, formava um ângulo de 7°. Sabemos que 7° é 1/50 da circunferência do planeta, que é de 360°. A distância entre Syene e Alexandria era de aproximadamente 800 quilômetros, segundo os cálculos de um homem contratado por Eratóstenes, que mediu o percurso passo-a-passo. Multiplicando 50 por 800, ele concluiu que a circunferência da Terra era de 40 mil quilômetros. Notável! A margem de erro foi muito pequena (a circunferência equatorial da Terra é de 40.075 quilômetros, e a polar é de 40.008 quilômetros).
Eratóstenes foi, além de bibliotecário, astrônomo, historiador, geógrafo, poeta, crítico teatral e matemático. Um invejoso chamava-o de Beta, a segunda letra do alfabeto helênico, pois este achava-se melhor a ele. Mas é claro que Eratóstenes provou ser Alpha (primeira letra do mesmo alfabeto).
Outra opinião errônea é que Copérnico foi o primeiro a afirmar que o Sol, e não a Terra, estava fixo no cosmos, tendo os outros astros orbitando ao seu redor (hipótese heliocêntrica). Ele leu o trabalho de outro grego, que também viveu no século III a.c. e trabalhou na Biblioteca de Alexandria. Esse grego foi o astrônomo Aristarco de Samos, que, além de afirmar que o Sol era fixo e orbitado pelos demais astros do Sistema Solar, demonstrou que as estrelas vistas pelos homens estavam muito distante da Terra. Tudo certo!
Com a decadência da civilização clássica, o modelo que perdurou por mais de 1500 anos foi o de Ptolomeu, que dizia que a Terra era o centro do Universo, com o Sol e os outros planetas orbitando ao redor dela (hipótese geocêntrica). Esse modelo teórico dominou até a publicação do trabalho de Copérnico, Sobre a Revolução dos Corpos Celestes, em 1543.
Saímos do centro dos cosmos para orbitar, junto com outros planetas, ao redor do Sol. E mais, pôde-se observar que nossa órbita não era circular, a figura perfeita, mas elíptica, a imperfeita (''Como deus, perfeito, poderia ter criado um movimento imperfeito?'', questionaram séculos atrás). Desde esta última descoberta, realizada por Kepler ao estudar a órbita de Marte (e comprovada anos mais tarde por Newton), estes fatos chocaram as pessoas, que achavam-se especiais em um planeta especial.
Ao longo dos tempo, descobrimos que nem o Sistema Solar é o centro, nem nossa galáxia, e que esta, a Via-Láctea, divide o Universo com bilhões de outras, como demonstrou Edwin Hubble, em 1924. Outro golpe contra nosso orgulho foi a demonstração da matéria que constitui a Terra, a mesma que forma outros astros, responde por apenas 5% da composição do Universo, que é dominado por 95% de matéria escura, que não emite luz. Estas informações chocaram tanto a humanidade quanto os estudos de Sigmund Freud, pai da psicanálise, e de Charles Darwin, criador da Teoria da Evolução das espécies.
Moramos num lindo planeta azul, o terceiro a partir do Sol, no qual a vida transborda numa enorme diversidade, um show maravilhoso. Mas, se olharmos com humildade, veremos que somos mera poeira cósmica.


Última edição por Alquimista em Sex 25 Ago 2017 - 15:47, editado 2 vez(es)
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Qua 1 Mar 2017 - 15:34

Este MEU artigo foi publicado num jornal no ano 2000.
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Convidado em Qua 8 Mar 2017 - 17:54

Tem a ver com espiritismo?
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Qua 8 Mar 2017 - 18:04

Não!
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Sex 23 Jun 2017 - 16:13

Divagações sobre a Origem do Universo:

No mundo subatômico as partículas quânticas surgem sem uma causa, por acaso, mas duram somente um curto período de tempo para reaparecerem em outro instante/lugar.

O Universo, em seu primórdio, era como uma partícula quântica (um infinitesimalmente pequeno e denso Buraco Negro, melhor dizendo), e isso significa que ele pode ter surgido espontaneamente, sem nenhuma causa precedente. O Universo ''se criou sozinho'', e o Tempo surgiu logo depois, mas naquele momento inicial as leis da física ditam que o Tempo para. Ir contra isso é ir contra Einstein. Se o Tempo para, não houve um tempo antes do ''Big Bang'' para que tenha existido uma causa que o criasse. Nem causa, nem criador... A Origem do Universo nada mais é do que a violação da ''lei'' de causa e efeito. E isso elimina quaisquer chances de que haja algum ''criador'' ou Design inteligente envolvido.

O Universo surgiu espontaneamente, sem causa e... o Design (nada) Inteligente (de QI sub-atto-mico) foi finalmente superado pelo Design Gênio (dO QI dO ALQUIMISTA).


Energia do vácuo, flutuação quântica, o Princípio da Incerteza, e por aí vai...

Atualmente os cosmólogos apresentam modelos sobre a origem do ''Big Bang'' que tornam o papel de um criador na ''criação'' no mínimo... supérflua.

Buracos Negros podem expelir matéria cósmica por um Buraco Branco num outro universo, tendo como corolário que o nosso universo pode estar dentro de um Buraco Negro.

Branas bem próximas umas da outras podem se ''chocar'' em determinados pontos causando flutuações que resultam em novos Big Bang`s.

Enfim, qualquer que seja o modelo que venha a se tornar uma Teoria, o que importa é que à luz dos novos estudos a participação de um ''criador'' na origem do universo é totalmente desnecessária.

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Sex 23 Jun 2017 - 17:25


O dia em que O ALQUIMISTA detonou o ''maior QI do Brasil''!!!!!!!!

Maior QI entre aspas, é claro, pois poucas pessoas de fato conhecem O QI dO ALQUIMISTA!!!!

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

Mas este que as mentes inFÉriores dizem ter o ''maior QI'' do Brasil se chama Hindemburg Melão Jr.

O cara realmente é uma figura, como pode ser facilmente constatado nestes vídeos pra lá de hilários:











KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Enfim...

Além dele afirmar ter o QI mais alto do Brasil (porém não é membro da Mensa), também diz ser multimilionário, mega investidor da bolsa, cobra 25 mil por palestra, criou uma tal de sigma society (cópia fajuta da Mensa) que cobra uma importância significativa (leia-se alta!) pra ingressar, diz que detém o record mundial de xadrez às cegas e ainda alega ter criado um simulador chamado Saturno V, infalível para ganhar dinheiro com ações!!!!!!!!  E de quebra ele jura que nos próximos anos estará entre o top 10 da revista Forbes!!!!

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

E ainda tem mais!!!!!  Olha só o que ele escreveu no seu site:

Melão escreveu:
Moças com bom caráter, românticas, sensíveis, bonitas à procura de genes promissores para seus descendentes podem enviar fotos, vídeos e biografia. Se a moça bonita for sua filha, prima, irmã, amiga, você receberá como comissão dois beijos com sabor de hortelã.
Moças bonitas à procura de sexo gostoso podem enviar fotos e telefone.
http://sigmasociety.com/sobre_o_fundador/melao_completo.pdf



Mas qual foi O dia em que O ALQUIMISTA detonou o ''maior QI'' do Brasil??!!!

Bom, PRIMEIRA-MENTE (QUE SOU) DEVO dizer que isso tem tudo a ver com MINHA postagem anterior.

O fato é que o Melão arrumou um argumento que justifica a presença de um ''criador'' para a Origem do Universo, e ainda de quebra ele sustenta que finalmente conseguiu provar a existência de ''deus'' (seja [A]lá qual ele for...).

Resumidamente, ele partiu da premissa que a condição sine qua non para ser deus é a capacidade de construir universos.
Então considerou a infinitude tempo-espacial e a evolução como lei natural do multiverso para concluir que a existência de seres avançados o suficiente para construírem universos é perfeitamente plausível.
Refutei ele afirmando que sua conceituação de divindade era demasiada ARBITRÁRIA, que não teríamos motivo para rotular de deuses ”SUPER CIENTISTAS” que atingiram o patamar evolutivo de gerar universos.
Além do que, o apanágio de se criar universos não é uma característica imprescindível das divindades inventadas pelo homem. Deuses como Zeus, Poseidon e Thot nunca construíram universo algum nos relatos mitológicos, e nem teriam poder pra isso se quisessem. Fora que a ''condição'' de divindade desses ”SUPER CIENTISTAS” não seria lá muito favorável em relação ao seres OBRIGATORIAMENTE (dentro da análise dele) mais superiores de outros universos, o que nos leva inevitavelmente a um argumentum ad infinitum.
Ele retrucou dizendo que isso não invalida a tese dele, já que deveria ter ESCALA de evolutividade entre deuses: os do grau 1, do grau 2, e por aí vai…
Como se vê, é pura farofada.


Mas para entender melhor a linha de raciocínio do Melão, vocês terão que assistir este vídeo que ele postou no seu canal:



O que o Melão não contava é que iria aparecer um QI SUPERIOR ao dele para melar a sua hipótese de uma vez por todas!!!!!!!

Acompanhem como se deu a querela:

ALQUIMISTA escreveu:Melão, tem alguns furos óbvios no seu raciocínio aí!!!!!!  Primeiro que ele inquestionavelmente nos leva a um argumentum ad infinitum. Segundo, mesmo que estas ''super'' criaturas geradoras de universos possam ser consideradas ''deuses'' dentro de suas (''divinas'') criações, o fato é que nos seus próprios universos de origem eles ainda continuam sendo MERAS CRIATURAS - nada divinas (o que dirá então em relação aos seres superiores a eles de outros universos?????!!!!!!) Sendo assim, teu raciocínio ainda NÃO responde se DEUS (ou DEUSES) existe(M)... ELE existe??? Onde está DEUS???

Melão escreveu:Se vc rever o vídeo, perceberá que sua dúvida já está respondida lá. E o termo "criatura" não é aplicável no contexto q vc usou.

ALQUIMISTA escreveu:Revi o vídeo e ainda assim a questão ''DEUS EXISTE?'' continua sem resposta. O grande problema na sua argumentação é conceituar ARBITRARIAMENTE esses SERES (resolvido aqui o problema semântico quanto a conceituação dessas... ''criaturas'', ou seres!!!), que atingiram nível evolutivo de construir universos, como ''divindades''. Por que????  Não é um tanto arbitrário isso???  Por que esses seres super evoluídos, digamos assim, esses SUPER CIENTISTAS, devem ser qualificados como DEUSES???? Não seria prepotência e arrogância em demasia???  Isso porque nem sabemos se tais seres desenvolveram sistemas mitológicos e/ou religiosos que os enquadrem nesse patamar...  E em relação ao seres superiores de outros universos, que segundo a sua argumentação obrigatoriamente (dentro do suposto) devem existir, essas supostas ''divindades'' continuariam sendo nada mais do que meros seres inferiores... (Aí inevitavelmente a gente cai no problema do argumentum ad infinitum!) MINHA intenção aqui é SOMAR, não diminuir sua brilhante pesquisa.

Melão escreveu:Não é uma questão semântica. O termo "criatura" não se aplica nesse caso devido ao contexto, não devido ao significado intrínseco da palavra. Quase poderia ser uma questão de sintaxe, mas tb não é exatamente isso. Sugiro que assista ao vídeo e pesquise os significados das palavras com as quais não tiver familiaridade. Uma delas é "axioma".

A conceituação não foi arbitrária. Foi explicada. A capacidade de criar universos é fortemente associada ao conceito de divindade em diferentes culturas, tanto ocidentais quanto orientais (Izanagui e Izanami, por exemplo). Trata-se de uma propriedade mais universalmente atribuída a Deus do que a onipotência, a onisciência, o antropomorfismo e outras associadas a Deus no Cristianismo, Islamismo e Judaísmo. Cientistas ou "super cientistas" humanos no estágio atual (que ainda não conseguem criar universos), se fossem classificados como deuses, então sim seria um critério arbitrário.

O fato de haver deuses em diferentes estágios e que tenham precedido uns aos outros não interfere na argumentação. O fato de uns criarem universos dentro dos quais os outros surgiram não afeta a adequação ao critério de uns nem de outros. Poderia usar uma nomenclatura como deuses de primeiro grau, de segundo grau etc.

ALQUIMISTA escreveu:Obrigado pelo retorno, Melão! Temos pontos de vista conflitantes, mas respeito sua opinião. Só quero salientar que nem todas as culturas apresentam deuses com poderio de criar universos. Os deuses do Olimpo são um bom exemplo disso. Vários do panteão egípcio, nórdico, etc, também nunca criaram universos (e nem conseguiriam se quisessem). Portanto, não é uma propriedade tão intrínseca assim da divindade, assim também como não o é a onipotência e a onisciência, como você tão bem lembrou. Em relação ao que falei sobre os SUPER CIENTISTAS, cientistas humanos podem sim ainda atingir o patamar de construir universos, mas duvido muito que eles seriam considerados deuses pelos demais da espécie humana, mesmo nesse grau de evolução. Só para citar um exemplo bem grosseiro (e me perdoe por isso), no filme 13º Andar, o cientista Hannon Fuller logra criar um mundo todo virtual aparentemente semelhante ao nosso. Todavia, no mundo real do real Hannon Fuller, ele não era visto com um deus, senão como outro humano qualquer, porém genial! Enfim... temos opiniões discordantes, mas elas devem ser respeitadas.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

O pobre Melão, coitado, se sentiu tão pressionado que nem respondeu mais aOS MEUS questionamentos, ou seja, ele melou e fugiu todo meladinho do debate, dando os LOUROS DA VITÓRIA aO GRANDE MESTRE SÁBIO ALQUIMISTA!!!!!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...


Última edição por Alquimista em Ter 25 Jul 2017 - 15:26, editado 2 vez(es)

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Apocalipse em Qui 13 Jul 2017 - 15:38


Alquimista, poderia elucidar melhor conceitos como o Big Bang, matéria escura e a origem do universo sob o ponto de vista quântico? Obrigado.
avatar
Apocalipse

Mensagens : 66
Data de inscrição : 09/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Qui 13 Jul 2017 - 17:51

Apocalipse escreveu:
Alquimista, poderia elucidar melhor conceitos como o Big Bang, matéria escura e a origem do universo sob o ponto de vista quântico? Obrigado.

MOLEZA!!!!!!!!!!!!!!

Teoria do Big Bang: o universo se originou de uma ''explosão'', cujo ponto inicial ''explodiu'' por ter densidade e temperatura infinitas.

Lembre-se que o termo foi criado (dizem que jocosamente) pelo professor Freddy S. Hoyle, que propunha uma teoria cosmológica oposta, a do Universo Eterno.

Daí, temos:

Força gravitacional e sua magnitude: primeira contingência ao acaso.

Além da gravidade, surgiu a força eletromagnética, que fez com que o elétron girasse ao redor do próton, permitindo o hidrogênio. Também a Força Nuclear Forte, que faz os prótons ficarem juntos no núcleo. E a Força Nuclear Fraca, que faz o decaimento do Urânio. A partir dessas quatro forças, há matéria. Muito rapidamente vão se formando o hidrogênio e o hélio.

Os físicos atualmente estão especulando que existe algo novo no Universo, uma outra força fundamental, e é essa força, proveniente do vácuo, que faz a expansão acelerar.

Simetria do Universo e assimetria: diz que tem que ter a mesma quantidade de matéria e anti-matéria. Se o Universo tivesse sido simétrico, ele acabaria. Então, o nosso universo surgiu assimetricamente.

Matéria Escura: é uma grande descoberta recente. É alguma coisa que é matéria, mas é desconhecida.
Não reflete a luz!
A maior parte do Universo é escura, a nossa é exceção. A Matéria Escura tem massa e exerce gravidade.
A quantidade de matéria negra ocupa quase 90% do Universo. Grande parte dos cientistas acham que a matéria escura é constituída de neutrinos.

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Apocalipse em Qui 13 Jul 2017 - 23:43


Valeu! Ok!

Por acaso a força fundamental que é do vácuo e que faz a aceleração do universo aumentar é a chamada ''energia escura'' pelos físicos?

E uma última dúvida, aqui você diz assim:

O Universo ''se criou sozinho'', e o Tempo surgiu logo depois, mas naquele momento inicial as leis da física ditam que o Tempo para. Ir contra isso é ir contra Einstein.

Mas Einstein não acreditava no ''universo estacionário''?
avatar
Apocalipse

Mensagens : 66
Data de inscrição : 09/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Alquimista em Sex 14 Jul 2017 - 1:21

Apocalipse escreveu:
Valeu! Ok!
De nada!


Por acaso a força fundamental que é do vácuo e que faz a aceleração do universo aumentar é a chamada ''energia escura'' pelos físicos?
Isso, isso, isso...




E uma última dúvida, aqui você diz assim:

O Universo ''se criou sozinho'', e o Tempo surgiu logo depois, mas naquele momento inicial as leis da física ditam que o Tempo para. Ir contra isso é ir contra Einstein.

Mas Einstein não acreditava no ''universo estacionário''?

O que EU disse não tem nada a ver com as crenças de Einstein. Ficou bem subentendido que EU me referia às teorias einsteinianas, no caso, a da Relatividade Especial e a da Relatividade Geral.

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Apocalipse em Sex 14 Jul 2017 - 6:59


Agora eu entendi, valeu! JÓIA!

MESTRE!
avatar
Apocalipse

Mensagens : 66
Data de inscrição : 09/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitos sobre o Paraíso Cósmico

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum