Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Alquimista em 16/7/2017, 01:04


Com vocês, o incrível James Randi:





Última edição por Alquimista em 19/7/2017, 14:28, editado 1 vez(es)

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Alquimista em 18/7/2017, 17:33


O Egito Antigo é, de fato, a Terra da Magia.  Só que as pessoas extrapolam isso e são levadas a acreditar que os antigos egípcios eram seres superpoderosos que podiam controlar forças ocultas e sobrenaturais.

A Grande Pirâmide de Quéops, no planalto de Gizé, é um grande exemplo disso. E não é por acaso! Sua magnífica engenhosidade, seu tamanho imponente, os mais de 2 milhões de blocos que a compõe e os alinhamentos perfeitos em alguns deles, na qual nem mesmo uma folha de papel passa, nos impressiona e causa estupefação. Daí existirem tantas especulações acerca de sua construção que ultrapassam o entendimento humano.

Mas será que as pessoas ainda não sabem para que serviram as pirâmides? Nunca refletiram sobre o fato de os faraós do Novo Império terem transferido suas tumbas para o Vale dos Reis? Nunca refletiram sobre por que o poderoso Ramsés II nunca construiu uma pirâmide para si como tumba, mas que também foi sepultado no vale dos reis? Nunca pensaram sobre como os egípcios erguiam obeliscos, construíram as grandes colunatas como no templo de Karnak? Magia?!

Para todas essas perguntas, as respostas se tornam óbvias ao analisarmos os humanos que viviam nestes locais e suas mais reais necessidades. As necessidades mais importantes dos humanos os fazem erguer maravilhas. O desespero produz obras maravilhosas quando tem um ser mais inteligente e esperto (por trás e) guiando esses sentimentos.

O crédito pela invenção da primeira pirâmide do Egito é dado a Imhotep, que foi o grande gênio engenheiro, arquiteto, mágico, médico, inventor e sumo-sacerdote do Faraó Djoser. Tamanha era sua fama naqueles tempos, que ele chegou a ser deificado após sua morte. Mas para que serviam as pirâmides?

As pirâmides foram túmulos erguidos para servirem de moradia eterna aos faraós do Antigo Império. Foram construídas com as técnicas que os egípcios empregavam na época, como rampas de areia e etc. Hoje sabemos como os egípcios construíram e ergueram tantos obeliscos em tão pouco tempo devido a uma descoberta de uma técnica muito e muito simples que os antigos habitantes da ‘’terra negra’’ utilizavam.
Mas tais monumentos são colossais e ainda nos impressionam, porém a fé do povo que os construiu era muito, muito grande. Os egípcios tinham uma fé muito forte de que o faraó era o único que podia se comunicar com os deuses (posteriormente passaram a acreditar que ele era, de fato, um deus vivo na Terra), eles tinham uma fé inabalável também que a ordem das coisas não podia ser abalada (por isso permaneceram tanto tempo mais ou menos do mesmo jeito), ou seja, não gostavam de grandes mudanças, sejam elas culturais, sociais ou religiosas. Esse tipo de fé inabalável de um tipo que temos dificuldade de entender fez os seres humanos construírem coisas incríveis, como as pirâmides e Stonehenge. Imagine milhares de pessoas com uma mesma superfé inabalável orientada para um só objetivo. Nesse caso, parafraseando os religiosos, a fé realmente move montanhas.

Já ouviram falar daquele enorme esforço que consumiu anos de um grupo de estudiosos que fotografaram cada bloco encontrado em Amarna e depois de catalogarem tudo, fizeram a proeza de montar todos os blocos como um quebra-cabeça e então ficamos sabendo a incrível história da Revolução Atonista? Claro que isso teve a ajuda de computadores (dos anos 60), mas foi um incrível trabalho de paciência humana. Sem dúvida um grupo de humanos com tempo suficiente, uma mesma meta e uma vontade colossal podem fazer qualquer coisa dita "milagrosa".
E a sombra da serpente na pirâmide de Chichen itza, o eco do aplauso que emula o som do pássaro deus na mesma construção? Isso tudo aí sempre tem um deus envolvido, e a chave disso tudo é a fé no sobrenatural. A fé no poder da magia é o melhor jeito de manipular uma grande massa e este poder muito forte não pode ser subestimado. Quem souber usar este poder pode fazer e conquistar qualquer coisa. Os humanos sempre fizeram coisas incríveis quando estiveram "hipnotizados", basta ver o que é capaz de fazer simples indivíduos naqueles shows de hipnose de palco, imagine então uma massa concentrada de pessoas. E seja ela um estado mental ou uma representação cujo motor é a fé do espectador, seu poder é assombroso. Todavia, é preciso abrir um parêntesis aqui a fim de não se confundir a fé dos povos antigos como a entendemos hoje. O Edir Macedo nunca conseguiria usar a fé dos seus crentes ao ponto de convencê-los a construir uma grande pirâmide para ele nos moldes egípcios (será?!). A diferença é que no mundo antigo tudo era magia, cada aspecto prático da vida do ser humano. Até um simples nome, palavra ou gesto qualquer tinha um aspecto mágico. Imagine o poder que era isso! Por essa razão é que não entendemos bem as coisas colossais que eles fizeram, pois nos esquecemos de considerar isso e ficamos olhando somente o aspecto prático ao invés de analisar o que era mais importante para eles. Já está quase provado que a religião foi a primeira obra dos humanos. Göbekli Tepe demonstrou que a agricultura e a civilização podem ter surgido como consequência da religião, e não o contrário, como se pensava antes. Então pode-se considerar que monumentos grandiosos, como Machu Picchu, as pirâmides e etc., foram construídas por uma grande massa que estaria “hipnotizada” e o motor principal disso era o temor, temor causado pela crença na magia.

Aqueles povos acreditavam que havia magia em tudo, então é muito mais fácil para quem estivesse no topo da pirâmide teocrática abusar dessa crença em prol de um poder de manipulação das massas. As construções ditas "impossíveis" foram realizadas dentro desse parâmetro.

Mas quem construiu a Grande Pirâmide não foram escravos motivados pelas chibatas?  
Esqueçam isso!!!! Essa crença já era!!!!
Já está mais do que PROVADO que os operários que trabalharam na Grande Pirâmide eram homens livres, egípcios, e, ao contrário da crença popular, eles eram muito bem tratados, bem alimentados, recebiam atendimento médico de qualidade e sua principal motivação para terem feito um trabalho tão hercúleo foi o temor (crença) de que o caos se abatesse sobre eles, o que só o Faraó, com sua representatividade divina, poderia evitar no pós-vida

E a construção da Grande Pirâmide foi um projeto industrial nacional. Os antigos egípcios acreditavam piamente que o Faraó era o responsável por manter a ordem e a vida no Egito, tanto durante a sua existência terrena, como depois da morte. Se não existisse tal CRENÇA FERRENHA, os operários nunca teriam construído esta maravilha da Quarta Dinastia. Tal fato é primordial!

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Alquimista em 24/7/2017, 17:21


Truques psicológicos para se pegar mentirosos:

Aqui vão alguns truques que vocês podem usar para desmascarar charlatões!

Quando estudei as Artes do Engodo, aprendi uma técnica de detecção de mentiras que consiste em jogar iscas falsas atreladas à informação que quero obter. Isso confunde a mente, que já está pressionada pelo esforço extra ao ter que elaborar uma mentira. Por exemplo, se eu quero pegar um mentiroso que tá traindo a esposa, posso lançar o seguinte questionamento: ''quer dizer então que antes de trair a sua esposa você estava enchendo a cara naquele bar perto de onde você trabalha???'' E a vítima, confusa, responde: ''MENTIRA! Eu não bebo após o expediente e jamais estive naquele bar!''

Sacaram como funciona a parada??!!!!!


Outra técnica bastante eficaz é estudar os movimentos oculares da pessoa que você pretende arrancar as mentiras.
Faça algumas perguntas, comece com alguns truísmos e verifique a posição dos olhos dela.
Em seguida peça discretamente que ela imagine algo visual, como uma lembrança de uma viagem ou um lugar marcante em que esteve. Observe se os olhos se movem para a diagonal superior/inferior esquerda/direita, ou para o lado direito/esquerdo. Memorize essa posição.
Depois faça-a imaginar uma sensação auditiva (uma música que gosta, por exemplo) e por último uma cinestésica (uma dor forte que sentiu, uma tristeza ou a água quente do chuveiro...), e memorize as posições do olhar.
Se você fez tudo direitinho, agora já saberá para onde essa pessoa irá olhar quando pensar em impressões visuais, sonoras e físicas.        
Feita a calibragem, agora é hora de por o mentiroso à prova!
Se o seu alvo for uma mulher, a sua namorada, por exemplo, peça que ela visualize na mente uma imagem clara do seu atual namorado. Em seguida ordene que ela ouça a voz do seu ex e tente se lembrar do que sentia quando o abraçava. Então peça que ela pense em quem mais ama, e observe para onde ela olha.

Eu costumava fazer mentalismo usando essa técnica e os resultados eram surpreendentes. Literalmente, eu conseguia ler os pensamentos das pessoas!

Isso aí acontece porque ativamos partes diferentes do cérebro quando pensamos, e claro que isso tudo interfere no movimento ocular (LEM - Movimento Ocular Lateral).
Foi deveras pesquisado no final dos anos 70 por Richard Bandler e John Grinder, os pais da PNL (Programação Neurolinguistica).

Mas ATENÇÃO: O movimento ocular lateral, ao contrário do que alguns pesquisadores dizem, não segue uma forma padronizada para todas as pessoas. É preciso primeiro se fazer a calibragem para cada caso particular.


Um princípio parecido é utilizar a própria voz da pessoa que você está analisando.
Comece a calibragem fazendo perguntas óbvias, que a faça sempre dizer a verdade. Se for um homem, pergunte se ele é homem e faça-o confirmar o seu nome real. Fique atento à entonação de voz dele.
Depois dispare perguntas que nitidamente são falsas, que o faça negar. Por exemplo, se o nome dele é Maria e se ele é uma mulher. Perceba agora se há alterações em sua voz: se ela ficou mais aguda ou mais grave, mais forte ou mais fraca, algum cacoete, etc...


Claro que há várias outras maneiras de se detectar mentiras, como o movimento das sobrancelhas, dos membros superiores e inferiores, etc... Mas por enquanto com essas dicas já dá para brincar bastante.


ATENÇÃO: lembrem-se de que o princípio básico para se pegar um mentiroso é fazer a mente dele se sentir pressionada com DETALHES EXCESSIVOS e PRECISOS. Quanto mais detalhes você solicitar à sua vítima, mais a mente dela, que já está estressada devido às mentiras que tenta elaborar, se sentirá estafada. E é nessa hora que o mentiroso se entrega.

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Alquimista em 3/11/2017, 02:44


Desmascarando paranormais e médiuns russos:

Lembro que quando passou o seguinte documentário no Discovery sobre ''paranormais russos'',



muitos incautos acharam que ali finalmente estaria a prova cabal sobre a telecinésia.

Novamente, esses incautos acreditaram em MÁGICOS e MÁGICAS!

Pois bem, vamos agora EXPOR os métodos e truques utilizados pelas duas expoentes máximas da telecinésia russa: Alla Vinogradova e Nina Kulagina.


Alla Vinogradova

Essa aí é uma CHARLATONA cara-de-pau. Os truquinhos que ela faz nada mais são do que eletricidade estática.

O segredo?

Uma simples plataforma de acrílico que ela utiliza para realizar seus efeitinhos de telecinese.

No vídeo, em 3:25, reparem que ela antes dá uma boa esfregada no objeto que irá mover com ''seus poderes'' para depois coloca-lo numa placa de acrílico que está escancaradamente suspensa sobre duas cadeiras.

Que charlatona mais fajuta!!!!!

Mas o que as câmeras não mostraram foi que antes disso tudo ela deve ter dado também uma boa esfregada na base de acrílico com uma das mãos, que é o segredinho que faz com que os objetos se movam tão facilmente da forma que ela executa.

Inclusive, tem até vídeo explicando o método da magiquinha fajuta dela:




Nina Kulagina

Essa EU admito que realmente foi uma impostora muito boa, pois ela conseguiu durante anos enganar até mesmo renomados cientistas.

Porém, ao se analisar certos PADRÕES que aparecem em suas performances, o que ela fazia para executar seus showzinhos telecinéticos fica óbvio.

No vídeo, a partir de 5:00, vocês podem ver que em todas as performances de telecinésia de Nina o objeto sempre se move para uma mesma direção: o lado esquerdo do corpo dela. E mesmo quando vários objetos estão sobre a mesa, sempre é UM SÓ que se move, geralmente empurrando os outros, dando a ilusão que ela move todos com ''seus poderes''. E quando algum deles fica para trás, como foi o caso de um palito de fósforo na primeira performance mostrada no documentário, ele não se move.

Ora, se Nina realmente tivesse genuínos poderes paranormais, certamente ela teria a capacidade de mover mais de um objeto de uma só vez, caso eles estivessem no mesmo campo de atuação de ''seus poderes'', como é o caso dos objetos que foram mostrados no vídeo, e em qualquer direção, não sempre numa única só. Mas não é isso que vemos nos vídeos.

E, independente de sempre irem numa mesma direção, por que será que os objetos sempre são atraídos para ela? Se Nina fosse a fodona que muitos acham que era, ela conseguiria manipular as coisas para qualquer direção, uma vez que, teoricamente, telecinésia é isso.

Portanto, não tem escapatória! Nina Kulagina com certeza foi uma ilusionista que (também) se utilizou de ''FIOS INVISÍVEIS''!

AS PROVAS:

Nina Kulagina e Mirabelli: fim do mistério.

Por muito tempo a psíquica russa Nina Kulagina e o médium brasileiro Carlos Mirabelli foram considerados como genuínos na literatura psíquica. Entretanto, minha pesquisa revelou diversas fraudes cometidas por Mirabelli e o mesmo padrão para a realização de seus truques foi encontrado em Nina Kulagina, sugerindo fortemente que ela também fraudava.

Introdução

O médium Carlos Mirabelli (1889 –1951) foi muito famoso no Brasil enquanto vivo, havendo muitas fotos de suas supostas materializações de espíritos e levitações. Parecia exibir alguns poderes psicocinéticos, extraindo lápis de garrafas, fazendo-o levitar, acendendo lâmpadas elétricas ou derrubando caveiras colocadas em cima de copos, entre outros. A única evidência de fraude até hoje encontrada havia sido por noticiada por Guy Lyon Playfair com relação à trucagem de uma foto que mostrava o médium aparentemente levitando, mas descobriu-se que ele na verdade estava em pé sobre uma escada que foi apagada. Entretanto, ao consultar a Biblioteca Nacional buscando notícias da época sobre o médium, encontrei um jornal de São Paulo chamado Correio Paulistano que realizou uma extensa investigação no histórico de Mirabelli e descobriu seus diversos ofícios (um deles em uma casa fotográfica), o modo como ele adquiria informações sobre os consulentes, a presença de um cúmplice e a forma como realizava seus truques de efeitos físicos. A vasta reportagem sobre Mirabelli começa no dia 18 de maio de 1916 e termina no dia 13 de julho de 1916, com matérias diárias, cobrindo centenas de páginas, o que torna impossível sua reprodução integral aqui. Posteriormente, comecei a estudar o caso de Nina Kulagina (1926-1990), e encontrei semelhanças tão grandes no modus operandi de ambos que uma mera coincidência não é uma explicação razoável. Assim, traçarei paralelos entre as atitudes de Mirabelli e da psíquica russa Nina Kulagina, com a explicação de diversos fenômenos realizados por ambos. Antes, porém, farei um resumo das descobertas do Correio Paulistano com relação a Mirabelli.


A investigação do Correio Paulistano

Os jornalistas do Correio Paulistano descobriram que Mirabelli:

1-  trabalhou como cocheiro do Sr. Manuel Garela;

2-  como artista de um circo, acumulando as funções de palhaço e prestidigitador, viajou durante alguns anos conhecendo quase todo o interior paulista e mesmo parte de outros estados;

3-  era versado numa brochura intitulada “O Magnetismo e a Magia Moderna” e em um livro chamado “Magnetismo e alta magia”, tendo conhecido o prestidigitador Vicente Pacoé – em outra parte referido como Vicento Pacce – que o industriara nos primeiros passos da arte do ilusionismo;

4-  trabalhou como leiteiro do sr. João de Sousa;

5-  foi negociante, estabelecido com charutaria, o que lhe permitiu relação com avultado número de pessoas;

6-  foi caixeiro da casa Villaça;

7-  teve casa de artigos elétricos durante alguns anos, a qual fazia instalações e outros serviços daquele ramo de negócios;

8-  foi empregado da companhia de gás entre 1904-1905, andando de porta em porta por todo o estado de S. Paulo, reformando instalações, colocando camisetas nos bicos da iluminação a gás e chaminés de vidro;

9-  foi empregado em gabinete dentário;

10- fez trabalhos em fotografia. Isso foi confirmado décadas depois por Guy Lyon Playfair (1992) aparentemente de forma completamente independente – ou seja, sem conhecer as reportagens do Correio Paulistano – ao analisar uma foto de uma suposta levitação e descobrir fortes evidências de trucagem na foto.

11-  empregou-se então na Companhia de Calçados Clark, em 1913.

12-  trabalhou na Farmácia Queiróz, entendo abandonado o emprego em 1916.

13-  possuía um sócio que pedia dinheiro em seu lugar e lhe ajudava na realização dos truques de vidência ao se fazer passar por um funcionário da Light ou da Companhia de Gás, entrando na casa das pessoas e adquirindo informações;

14-  seus truques de movimentação de objetos a distância eram feitos com o auxílio de fios de cabelo em cuja ponta havia um pedacinho de cera. Este fio era preso em seu paletó.

15-  foi apanhado em fraude várias vezes, por pessoas que não apenas conseguiram ver o fio que ele usava, como sentiram o fio passar por entre seus próprios dedos.

Passarei agora a analisar o caso de Nina Kulagina. A hipótese de fraude por parte de Nina fica fortemente evidenciada quando voltamos nossa atenção para as situações em que ela fracassava.

Os insucessos de Nina e Mirabelli

Keil et alii (1976) informam:

“Kulagina não era bem-sucedida quando os objetos eram colocados no vácuo. O vácuo foi considerado como uma barreira (Kulagin, 1971; Sergeyev, I971b) mas junto com suas dificuldades em mover objetos em recipientes hermeticamente fechados é possível que o selo hermético seja o principal responsável pela redução substancial em seu êxito (Pratt e Keil, 1973). Kulagina era também incapaz de mudar a posição das folhas de um eletroscópio (Kulagin, 1971). Kulagina indicou que ela acha difícil, se não impossível, demonstrar PK durante tempo quente (Herbert, 1973). Ainda que as condições fossem geralmente favoráveis, tempestades ainda pareceram impedir suas capacidades. Sergeyev (1971a) mencionou que o nível de umidade também tem um peso no índice de êxito, altos níveis presumivelmente são prejudiciais. Os fracassos também ocorriam quando não havia nenhuma razão identificável para eles (Kulagin, 1971). Na evidência presente não parece possível excluir fatores psicológicos desfavoráveis como a causa de alguns ou todos estes fracassos.”

O insucesso de Nina Kulagina em mover objetos colocados no vácuo ou hermeticamente selados, bem como quando estivessem úmidos, é simplesmente idêntico ao insucesso de Mirabelli em realizar seus prodígios em condições em que não podia tocar nos objetos ou caso estes estivessem molhados. E o motivo disso é muito simples: sem poder tocar no objeto, Mirabelli dificilmente conseguiria prender o fio de cabelo que usava com um pedacinho de cera na ponta para a realização de seus truques. A cera também não se fixava se o objeto estivesse molhado. Eu não acredito que isso possa ser mera coincidência, ainda mais se considerarmos outras coincidências menores entre Nina e Mirabelli: Nina demonstrava grande desgaste físico ao realizar suas demonstrações de telecinese, como perda de peso, aceleração dos batimentos cardíacos, entre outros fenômenos. Mirabelli também. Esses fenômenos fisiológicos – aceleração do pulso, taquicardia, rubor, suores abundantes, dificuldades respiratórias e mesmo estado febril – seriam apenas o resultado do medo em ser descoberto na trapaça, e não o desgaste necessário para realizar um fenômeno paranormal. Outro ponto em comum é que as sessões podiam durar horas, tudo dependendo da possibilidade de se fixar os fios nos objetos para a realização dos fenômenos.

Conclusão

A hipótese de um fio ligado à roupa já havia sido sugerida pelo mágico James Randi, inclusive tendo ele feito um vídeo de menos de 2 minutos disponível no Youtube chamado “James Randi Exposes Telekinesis” em que reproduz perfeitamente os poderes telecinéticos de Nina.

http://obraspsicografadas.org/2012/nina-kulagina-e-mirabelli-fim-do-mistrio/

''O insucesso de Nina Kulagina em mover objetos colocados no vácuo ou hermeticamente selados, bem como quando estivessem úmidos, é simplesmente idêntico ao insucesso de Mirabelli em realizar seus prodígios em condições em que não podia tocar nos objetos ou caso estes estivessem molhados. E o motivo disso é muito simples: sem poder tocar no objeto, Mirabelli dificilmente conseguiria prender o fio de cabelo que usava com um pedacinho de cera na ponta para a realização de seus truques. A cera também não se fixava se o objeto estivesse molhado.''

Q.E.D.!!!!!!!!!!


''Nina demonstrava grande desgaste físico ao realizar suas demonstrações de telecinese, como perda de peso, aceleração dos batimentos cardíacos, entre outros fenômenos. Mirabelli também. Esses fenômenos fisiológicos – aceleração do pulso, taquicardia, rubor, suores abundantes, dificuldades respiratórias e mesmo estado febril – seriam apenas o resultado do medo em ser descoberto na trapaça, e não o desgaste necessário para realizar um fenômeno paranormal.''

Engraçado é que ao se ver os vídeos caseiros de Nina mostrados no documentário a partir de 6:00, o que de fato presenciamos parece ser uma OUTRA Nina:

Uma Nina descontraída e relaxada, muito diferente daquela Nina tensa e concentrada das sessões concebidas para testar ''seus poderes''.
Num dos vídeos caseiros, inclusive, ela termina sua apresentação tranquila e... aos risos.

Ora, o que aconteceu com aquela Nina que terminava suas performances EXAUSTA e OFEGANTE???!!!!!!!

E nos vídeos caseiros também não vemos ela usar suas mãos como se fossem delas que ''seus poderes'' se libertavam. Muito pelo contrário, ela apenas olha para os objetos que, diga-se de passagem, sempre vão naquela mesma direção: para o lado esquerdo do corpo dela.

Então por que na frente dos cientistas ela fazia aqueles gestos dramáticos com as mãos, se não eram delas que ''tais poderem'' surgiam???!!!!!!!!!!

A única explicação para toda esse teatrinho é: EMBUSTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!    


''Outro ponto em comum é que as sessões podiam durar horas, tudo dependendo da possibilidade de se fixar os fios nos objetos para a realização dos fenômenos.''

De fato, era o que realmente acontecia, mas esse detalhe as câmeras não mostravam, o que dava a impressão de que tudo era feito ali naquele momento.  


''A hipótese de um fio ligado à roupa já havia sido sugerida pelo mágico James Randi, inclusive tendo ele feito um vídeo de menos de 2 minutos disponível no Youtube chamado “James Randi Exposes Telekinesis” em que reproduz perfeitamente os poderes telecinéticos de Nina.''

Além de Randi, tem vários outros mágicos que expõem os truques de Nina no youtube e fazem tudo o que ela fazia. É só conferir!

_________________
Secretum Finis Africae: O Alquimista é o supremo alfa e ômega das Artes Transmutatórias Aurintelectuais.  
avatar
Alquimista
Admin

Mensagens : 763
Data de inscrição : 14/02/2017

Ver perfil do usuário http://mestredoconhecimento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Gigaview em 19/11/2017, 04:24


Quando eu era moço eu via aquelas apresentações de David Copperfield no Fantástico e realmente acreditava que ele tivesse poderes paranormais.

_________________
Love it or Hate it
avatar
Gigaview

Mensagens : 30
Data de inscrição : 12/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pessoas que acreditam em Mágicos e Mágicas!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum